Início / Home

   "Criar no sentido profundo não é inventar, segregar universos imaginários. Também não é fotografar ou descrever o sinais evidentes, indiferentes porque idênticos para todos do mundo externo, ilusão e miséria de todos os realismos estéticos. Criar é ter em nós, traduzir pela arte o livro dos caracteres figurados, não trancados por nós. É decifrar sinais sensitivos, puros, nem objectivos nem subjectivos, destacados das matérias onde os capturamos e marcados em nós sem o concurso da vontade, da consciência."
Sousa Dias
Obrigada pela visita! 
 
      



Comments